Deputado pede apoio de Blairo Maggi para o cultivo de algodão e coco na Paraíba

O deputado Renato Gadelha (PSC) participou do Encontro Regional da Agricultura, que contou com a presença do Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, em Campina Grande.

O deputado paraibano teve oportunidade de conversar com o Ministro e aproveitou para apresentar pleitos de interesse da Paraíba.

“Foi uma conversa rápida, mas muito produtiva. Pedi o apoio do Ministério no sentido de garantir a retomada da cultura do algodão na Paraíba, além de alterações no sistema de irrigação utilizado no Perímetro Irrigado de São Gonçalo, em Sousa”, explicou Renato Gadelha.

A Paraíba já ocupou lugar de destaque na produção do algodão, até o declínio da cultura atacada pelo bicudo.

O Ministro Blairo Maggi é produtor rural no Mato Grosso, atual maior produtor de algodão do país.

“Maggi lembrou o apoio dado pela Paraíba no início da produção no MT e entende que chegou a hora de se fazer o caminho de volta, retribuindo a ajuda da Paraíba”, revelou o deputado.

Renato lembrou que desde o fim da cultura do algodão, a Embrapa busca, sem sucesso, uma cultura para substituí-la.

Foto: Ascom

“Entendo que temos totais condições de voltar a produzir algodão no estado, gerando emprego e renda”, avalia Gadelha.

A atual produção de algodão na Paraíba é proveniente de agricultores familiares e pequenos produtores.

“Com incentivos, planejamento e investimentos, esse cenário pode ser ampliado. Renato lembra que o algodão é versátil, e “pode ser plantado em qualquer tipo de solo com excelente produtividade”.

Quanto à irrigação em São Gonçalo, o deputado Renato Gadelha solicitou que se faça um levantamento quanto ao perfil da irrigação utilizada na região.

“Atualmente, as lavouras são irrigadas por inundação, o que acaba desperdiçando água. Precisamos adequar as culturas à realidade enfrentada pelo estado, não temos água em abundância”.

Gadelha entende que com a chegada das águas do São Francisco, a região deve vivenciar um aumento no cultivo de terras irrigadas, e o bom uso da água é imprescindível.

“Imagino que o gotejamento ou a microaspersão tragam melhores resultados. A região de Sousa é conhecida pela cultura do coco, mas também produz outras frutas de reconhecida qualidade. A Paraíba precisa estar preparada para as novas oportunidades que as águas da Transposição no trarão”.

Renato Gadelha reconhece que, sozinho, o Ministério da Agricultura não pode resolver o problema. “Precisamos de ações locais, promovidas pelo Governo do Estado. Não temos, por exemplo, um mapa das vocações regionais para agricultura, essencial para o bom aproveitamento do solo”. Renato cobrou mais apoio do Executivo Estadual aos agricultores.

“Estamos vivendo uma seca sem precedentes, o que acaba deixando a agricultura esquecida. Este é o momento de planejar. Deveremos ter chuva nos próximos anos e certamente teremos água do São Francisco, temos que usar esta oportunidade em favor do desenvolvimento da Paraíba”.

O deputado adiantou que irá à Brasília para um encontro com o Ministro.

“Vamos agendar uma audiência e levarei ideias e projetos concretos. Senti disposição do Ministro Blairo em ajudar no desenvolvimento da Paraíba”.

Fonte: paraibaonline